20 de dez de 2010

Cama vazia

 
A folha cai
e a cama vazia
vem o sol
a luz do dia
e a cama vazia
chega a noite fria
e a cama vazia

passam-se
estações
segundos
minutos
horas

deixo meu quarto
vou trabalhar
na esperança
quando
retornar
na cama
vou te reencontrar

ela que foi
o palco predileto
pra tanto
amor
prazer
gozo
afeto


mais uma vez
vou deitar
nessa cama
vazia

sem teu corpo
sem orgia
sem teu sorriso
aberto
sem seu perfume

sem
você

nessa cama nunca mais terei
prazer



(Nereu Airto)

2 comentários: