29 de dez de 2010

Luxúria Proíbida

 
Mulher,dona-bandida
manda castiga,
determina a ação
Ela ordena:
- BEIJE MEU PÉ me pede perdão
ao dor ao suplicio me condena
como deixar de ama-la
Tão profana intensa
me da o gozo como recompensa
te oferto meu corpo
sigo tua crença

me beije,me humilhe, me amarre
de espartilho
salto agulha
chicoteia minha carne
imolando
gozando
e chorando

continuo a ti me ofertando
minha dona
do prazer


Nereu Airto

Nenhum comentário:

Postar um comentário