7 de jun de 2011

Poema Ignorado

Faço uma poesia
você cega não
enxerga

mesmo em braille
não conseguiria ler
canto uma melodia
mesmo desafinado
ela e rica em harmonia

qualquer pessoa
em sintonia com o
amor
escutaria

mais você
prefere se fazer
de surda

espero as vezes
uma palavra tua
uma frase
mesmo que seja
de repudio ou
espanto

mais você
calada num
canto

meu amor você
ignora

sempre
surda
muda
cega

tudo que faço você
nega

fica desapercebido

è eu
te vejo com o olhar
colorido

tua fala e poesia em meus
ouvidos

minha boca não cansa de
exaltar
seu sorriso
sua elegância

assim vivo meu inferno
de DANTE

ter você
tão perto

e de mim tão
distante

não quero impor o
amor

se nada sente por mim
não tem jeito
aceito

mais não despreze quem
ama

olhe
escute
fale


porque essa navalha na carne
arde

seja como for
respeite esse
amor

pare de teimosia
escute a melodia
mesmo que baixinho

me olhe com
carinho

e quem sabe um dia
você não possa ler essa
poesia

que mesmo sendo ignorada
e pra você minha
amada

Nereu Airto

Nenhum comentário:

Postar um comentário