4 de mar de 2012

DEVASSOS


Da sua boca ardente 
tiro versos quentes
deixarei minhas marcas 
no seu corpo teso
nele vou deixar 
as minhas digitais 
dos desejos carnais



Meus dentes vão marcar sua carne

minha língua deixando em sua pele 

minha saliva lasciva
nosso olor expelindo 
um cheiro entorpecedor




Meus olhos te comem menina

dei-me seu beijo

dei-me sua gula felina
em mim crave suas unhas 
me arrepia 
que eu te apeteço 




Eu mando você obedece

agora desce sua calcinha 

e abre tuas pernas
vou comer tua fruta com a boca
sentir o sabor dessa fruta do amor
agora meu sexo 
clama pelo seu




Somos corpos imãs do prazer

entro dentro de você 

dei-me tudo
dei-me agora de frente 
e por trás
ai que tesão 
ai que loucura
nessa devassidão da cama 
fomos parar no chão
vamos gozar juntos então....




Ah meu amor agora aperta 

meu sexo com sua flora

ah que gostoso assim 
eu gozo de novo....
O frenesi serena agora
vem menina
vem pro meus braços
descanse meu amor 
que a noite apenas começou




Nereu Airto

Um comentário:

  1. Lindo o seu blog, suas poesias estão belíssimas, sensualidade jorrando em cada linha com toques sutis de erotismo, bjs

    ResponderExcluir