2 de abr de 2011

Liberdade Condenada.

Cometi um crime previsto pelas leis
vigentes
fui condenado
um homem de toga bateu o martelo
e me mandou pro inferno

em países,democráticos ate detentos
penalizados
tem que ter seus direitos preservados

deveríamos ser resocializados
reeducados e na sociedade
novamente inseridos
de bandido voltar
a ser um cidadão

assim se faz uma nação

mais de que me adiantou essa
liberdade então

se estou eternamente condenado
por esse crime praticado

não quero mais por o dedo no
gatilho
não quero mais voltar pro
buraco
não quero mais o diabo como
meu advogado

conheci a crueldade de verdade
conheci a mentira das autoridades
o flagelo
a calamidade

a cadeia e a faculdade do pobre
do desvalido
doutores do crime formados
num regime falido

saio a procura de trabalho
pela policia sou averiguado
não me fazem elogios
duvidam de mim
me humilham ainda mais

-Ai malandro,e questão de tempo
pra te colocar as algemas,e te levar
de volta

e minha ferida vai estar sempre exposta
nunca vai cicatrizar

sem dignidade
não há quem resista

apontam o dedo pra mim

-E estive preso,mais tome cuidado
todo mundo pode errar,e aquele buraco
e um lugar que não desejo pra nimguem.

pare de criticar e de pra mim uma chance
de me reabilitar

essa sociedade me condena
me empurrou pro buraco
e quer de novo me levar
eu não desejo que um dia você
caia la.
pois vc vai gritar e nimguem vai te escutar
onde o filho chora e a mãe não vê.

e aqui de fora,o politico,apronta
o empresário sonega
formando uma corrupção sem
condenação

eu tenho a minha vida privada,aprisionada
numa LIBERDADE CONDENADA

Nereu

Nenhum comentário:

Postar um comentário